Regulamento

REGULAMENTO GERAL

I – Organização
A Feira Nacional da Floresta é organizada pelo Município de Pombal (MP), pela Cooperativa Agrícola do Concelho de Pombal, pela Associação de Produtores Florestais de Pombal (APF) e pela Associação de Desenvolvimento e Iniciativas Locais de Pombal (ADILPOM) e conta com o apoio e colaboração de várias entidades, públicas e privadas, que visam apoiar a prossecução dos objetivos deste evento.

II – Objetivos
A Feira Nacional da Floresta tem como objetivos apresentar uma mostra nacional da floresta portuguesa, percorrendo todas as áreas de interesse da fileira florestal, desde o ordenamento do território, à produção de plantas, certificação florestal, proteção civil, segurança no trabalho, investigação e sensibilização sobre a floresta, passando, naturalmente, pelas diversas soluções comerciais, tecnológicas, máquinas e equipamentos que sirvam produtores, empresas, madeireiros, associações e federações locais, regionais ou nacionais da floresta e produtos dela derivados.
Visamos assim fomentar a valorização do setor florestal, fortalecer a interação entre os vários agentes da fileira e promover a sensibilização da sociedade em geral para a causa florestal, contribuindo para o caminho rumo à desejada sustentabilidade da Floresta Portuguesa.

III – Horários e Funcionamento
A Feira Nacional da Floresta – 2016 terá lugar nos dias 22, 23, 24 e 25 de abril, no EXPOCENTRO, em Pombal.
Dia 22 abril
sexta-feira 23 abril
sábado 24 abril
domingo 25 abril
segunda-feira
Abertura 17h00 11h00 11h00 11h00
Fecho 23h00 23h00 23h00 23h00
O acesso do público à Feira é gratuito

IV – INSCRIÇÕES
Serão aceites as inscrições efetuadas, em formulário próprio, até ao dia 21 de março de 2016.
A Organização decide sobre as admissões e reserva-se o direito de recusar qualquer inscrição de expositores.
A participação como expositor na Feira Nacional da Floresta 2016 pressupõe a aceitação do presente regulamento.

V – Tarifas
Os preços praticados são os indicados na ‘Ficha de Inscrição’ enviada em anexo.
VI – Pagamentos
O pagamento deverá ser efetuado através de cheque ou transferência bancária (NIB 0045 3110 40063425248 76 do Crédito Agrícola Mútuo) a favor da ADILPOM.
No ato da inscrição deve ser efetuado o pagamento mínimo de 50% do valor da mesma. O restante terá de ser liquidado até ao dia 8 de abril de 2016. A desistência, a partir desta data, implica a perda do valor pago.
As inscrições a partir de 21 de março de 2016 têm um acréscimo de 10% sobre os preços de tabela.
Ao valor indicado na ficha de inscrição não acresce IVA, dado a ADILPOM ser entidade isenta do mesmo (Art.º 9º nº 14 do CIVA).

VII – MONTAGEM E DESMONTAGEM
A montagem dos espaços de exposição será efetuada durante os dias 20 e 21 de abril entre as 09h00 e as 24h00.
A desmontagem dos espaços de exposição poderá ser efetuada a partir das 23h30 do dia 25 de abril e deverá estar concluída até às 17h00 do dia 27 de abril.
A reposição de stocks deverá ser realizada até 1 hora antes da abertura da feira ao público.

VIII – LIMPEZA E CONSERVAÇÃO
A Organização efectuará serviços gerais de conservação e limpeza geral do recinto, sendo da responsabilidade dos expositores tudo o que diz respeito ao espaço ocupado por cada um.
Deverá ser preocupação de todos os participantes, zelar pela qualidade do espaço de forma a mantê-lo limpo e agradável para todos.

IX – SEGURANÇA E VIGILÂNCIA
A Organização efectuará vigilância diurna e noturna do recinto da Feira.
A organização não se responsabiliza pelos materiais expostos, devendo (para além dos seguros obrigatórios em termos da legislação em vigor) os expositores proceder á realização dos seguros de que tenham por convenientes. A organização declina qualquer responsabilidade por eventuais roubos ou furtos do material exposto ou localizado no EXPOCENTRO, bem como por danos causados pelo evento ou dele resultantes.
É da total responsabilidade do Expositor qualquer acidente ocorrido com pessoal ao seu serviço, quer respeite ao próprio quer a terceiros.
É expressamente proibido aos expositores:
• A aplicação de colas, materiais aderentes ou corrosivos quer nas paredes, pavimento ou stands;
• Furar paredes dos stands;
• Provocar danos nos materiais, instalações ou equipamentos do EXPOCENTRO.

Não é permitido aos expositores ou seus representantes pernoitar no espaço da Feira.

X – NORMAS TÉCNICAS
Os stands fornecidos pela Organização são construídos em melamina branca em ambas as faces, fixada em estrutura de alumínio, com um frontão.
A organização identificará no frontão o expositor conforme indicado na ficha de inscrição.
A Organização garantirá o fornecimento de energia eléctrica a cada um dos stands ou área de exposição, devendo quaisquer trabalhos nesta matéria ser acompanhados por técnicos da organização.
Não é permitida a qualquer título a presença de viaturas em horas e locais não autorizados pela organização.
Não é permitida a emissão de som por parte dos expositores.

XI – CASOS OMISSOS
Os casos omissos no presente regulamento serão analisados e decididos pela organização da Feira Nacional da Floresta 2016, em tempo oportuno e de forma célere.